Tranchesi trancada

A dona da Daslu, Eliana Tranchesi, voltou a entrar em cana. Para homenagear a ocasião, a M… Online faz uma espécie de “vale a pena ler de novo” e publica um texto de Silvio Lach, escrito na primeira vez que Eliana foi presa, em 2005.

Uma carta com grife

Meus caríssimos (bota caro nisso) clientes,

Essa Operação Narciso (não era Rodriguez) me deixou aloPrada. Alguém me deFendi. Não sou dessa Alaia. Não é Versace o que Diesel por aí. Sou uma pessoa Dolce & Bacanna. Pucci que Paris!!! Estão me pegando para Christian, meu Dior. Não sou laDonna Karanba, muito menos um Corleone. Preciso de um Cacharel em direito, um Salvatore, um cara Valentino para dar um jeito nessa Bottega, antes que coloquem no meu Rabane. Mas eu não vou botar o Galliano dentro não. Chloé? Vou continuar minha Missoni. Miu Miu, abraços para vocês.

“Eliana Trambichesi”